Toda noiva ouve que toda noiva é estressada.
Que vive dando patadas, fica nervosa à toa, que é cheia de razão e faz grosserias com as pessoas mais próximas (incluindo, e principalmente, o noivo).

Mas ninguém te chama de lado e diz “sabe o quê? você não tem que ser assim, e isso tem solução”.

Óbvio que com a ansiedade em seu nível máximo, qualquer garoa vira uma tempestade, mas há maneiras simples e reais de controlar as “intempéries”.

 Aí vão alguns pontos para considerar:

1) Algumas decisões podem – e devem – ser tomadas com maior antecedência. O local do casamento é uma delas, tanto igreja como salão. Por duas razões: garantia da data e começar a compor o tom da sua festa. A definição do local ajuda você a imaginar que cara quer dar, que estilo e cores, quanto de decoração vai precisar, etc. Procure o quanto antes fazer essa escolha, para não se desesperar depois.

2) O tamanho da festa, ou, o número de convidados. É um item bastante complexo, porque tem a ver com o anterior, e ao mesmo tempo, vai continuar sendo discutido até o momento de imprimir os convites – porque a vida muda, surgem novas pessoas, outras desaparecem… O importante é dar uma dimensão que tenha a ver com o espaço e com o que vocês estão dispostos a investir. Lembre-se de que a maioria dos serviços leva em conta a quantidade de pessoas na festa.

3) Vestido: não tem que ser decidido com tanta antecedência, mas tem que ser procurado, sim. Comece a se imaginar vestida de noiva. Que personagem você quer ser? Quem é sua inspiração? É hora de acessar os sonhos de infância e ver se ainda se aplicam, ou se você já tem outras aspirações. Depois, comece a consultar sites, ver revistas, blogs. Conheça estilistas. O vestido é um dos pontos altos do casamento, já que a noiva é o centro das atenções. Então, todo cuidado é pouco. E seja sempre você, não sua amiga, sua irmã, ou sua mãe. Todas devem ser ouvidas, mas a sua voz é a que tem que sobressair, já que você tem que se sentir bem com aquela roupa por horas, e por anos nas fotos!

Agora imagine um papel com o desenho de 3 círculos.
Cada círculo representa um item acima.
Tendo esses 3 pontos definidos, você deverá começar a preencher ao redor de cada um deles.

Ou seja: definido local, comece a pensar em decoração, cores, se comporta banda ou DJ, se vai ter telão, se o serviço será de buffet, finger food ou empratado…
Definida a quantidade de pessoas, comece a pensar na quantidade de doces, bem-casados, lembrancinhas (caso queira!), bebidas, quantidade de cadeiras e mesas (tem a ver com o item anterior), quem serão os padrinhos.
Definido seu vestido, pense no cabelo, maquiagem, sapato, estilo das damas (se houver), madrinhas, roupa do noivo e padrinhos. Pense com carinho no seu bouquet, também, claro!! É parte essencial da composição da noiva, e, como o vestido longo branco, é a única oportunidade que você terá de usá-lo!

Agora, a dica mais importante de todas: ouça opiniões de gente entendida, experiente, amiga. Mas ouça seu coração. A festa é sua  e é única. A sua decisão é o que vale no final!