Tanto amor

março 10, 2010

É tanto amor que a distância cria ondas, para poder tocar no amado. Porque amor sem tocar, platônico, não faz sentido mais.

E o amor é tanto que, quando se tocam, as ondas formam círculos concêntricos a partir dos dois, chegando a quem se interessar por histórias de amor e coisas belas. São esses que se contaminam com o amor de terceiros.

Com tanto amor, não há presente melhor que o sorriso da chegada, aquele nos olhos, que vem celebrando o fim de um dia e o começo de uma noite.
É amor de flor aberta, desabrochada, perfumada. Mas que dura mais que qualquer botão cheio de certezas, com sua maturidade serena.

É tanto amor que não se permite escrever, porque fica reduzido em palavras de alguém que talvez nunca saiba que amor é esse.

E descreve mais ou menos quem já sentiu.

Não descreve, quem desconhece e não compreende.

Descreve bem, mesmo, quem sonha.
Porque só nos sonhos existe a sensação do infinito e do ilimitado, como é esse amor.

Do meu outro blog, Salón Comedor. Ah, e tem o My Blue Box também, ótimo para noivas se informarem sobre joias!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: